segunda-feira, 2 de junho de 2014

Como foi a 2ª Fase do XIII Exame da OAB?


Como vocês sabem, eu estou me preparando para a 1ª fase do XIV Exame da OAB, que ocorrerá apenas em Agosto. Mesmo assim, fiz questão de acompanhar a 2ª fase do XIII Exame, para já ir me familiarizando com a prova.


Na prova de Penal (que é a que me interessa), a questão n.º 2 era relativamente fácil. No entanto, o padrão de resposta que a FGV divulgou exigia que o candidato falasse sobre duas teorias do momento consumativo do ato: a teoria da ablatio e a teoria da amotio. Nunca ouvi falar disso na minha vida (e isso que sempre fui bem nas cadeiras de Penal da Faculdade e estagiei numa Câmara Criminal por dois anos)! Confesso que fiquei um pouco assustada e com medo de nem passar na 1ª fase... Dizem que o Exame que ocorre no meio do ano tem menos inscritos, o que tenderia a induzir a banca a não fazer uma prova com um grau tão alto de exigência. Mas isso é mera especulação, não podemos contar com essa facilidade. Então, bora estudar e começar a preparação para a 2ª fase desde já. Não esqueça: dentre as matérias consideradas muito importantes no seu estudo para a 1ª fase devem estar, pelo menos, Ética Profissional e a sua ênfase da 2ª fase (já falei sobre isso aqui).

A peça de Trabalho também gerou bastante polêmica... Eu não entendo muito de Direito do Trabalho, mas acho que também teria feito Embargos de Terceiro.


Enfim, está claro que essa prova estava um pouco mais difícil do que a última. E isso pode significar que a próxima tende a seguir esse padrão, ou seja, a cobrar mais dos candidatos. Não podemos confiar em boatos de que a próxima prova será mais fácil em razão do número de candidatos inscritos. Contar com isso é depender da sorte. É mais inteligente estarmos preparados para o pior cenário possível. Melhor pecarmos pelo excesso do que pela falta. Ou seja, foco total na OAB a partir de agora!


Ainda não viu as provas e os padrões de resposta da 2ª fase do XIII Exame? É só acessar o site da FGV-OAB.
Caroline Boff Web Developer

Morbi aliquam fringilla nisl. Pellentesque eleifend condimentum tellus, vel vulputate tortor malesuada sit amet. Aliquam vel vestibulum metus. Aenean ut mi aucto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário