quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Como me preparei para acertar 50 questões na 1ª fase + Novidades!


Olá, queridos! Voltei =)

Tinha sumido por uns dias, pois precisava dar uma organizada em algumas coisas antes de começar essa nova fase da minha vida. Como vocês já devem saber, há algumas semanas tomei uma decisão difícil mas necessária: larguei meu emprego. Precisava definir prioridades e escolhi me dedicar à Faculdade (acaba looogo, pelamordedeus) e aos estudos para concurso.


Tinha comentado só no Insta sobre a 2ª fase (não perde tempo e me segue lá @vermelhinhanamao), então só pra dar um panorama geral aqui: acho que deu... Acertei a peça, fiz todas as teses (me atrapalhei um tiquinho na fundamentação de duas, mas se o corretor tiver bom coração vai considerar) e, das 4 questões, eu errei só uma. As outras dá pra dizer que eu acertei quase tudo. Então, acho que deu. Preciso confessar que achei a prova fácil demais... A verdade é que não usei quase nada do que estudei no cursinho (porque, né, assisti só 4 aulas e meia de 24 hahahaha) e fiz a prova com base no que aprendi no meu estágio no TJ. Enfim, saí da prova achando que tinha errado tudo, porque quando a coisa é fácil demais a gente desconfia...


Aaanyway, já me alonguei demais contando história aqui. O que importa é o seguinte: vou manter o blog \o/ #todoscomemora Sei que vai dar trabalho (cês não imaginam a mão que é preparar um post) mas acho a vibe do Exame de Ordem tão bonita =) Vocês percebem a diferença que existe entre a Prova da Ordem e um concurso? No concurso é todo mundo querendo furar o olho do outro. Não que as pessoas sejam más, mas é que se o teu amiguinho vai melhor que tu, a tua chance de ser chamado diminui. Na Exame da OAB não. Se tu for melhor ou pior que o amiguinho, tanto faz. O que importa é todo mundo acertar o mínimo e correr pro abraço! É por isso que eu fiquei tão contente por ter ajudado algumas pessoas e quero seguir fazendo isso.


Então, vamos para o que interessa?





A @marcelaflora25 (beijo, querida!) pediu lá no Insta pra eu contar como eu me preparei, que livros utilizei, etc. Vou listar para vocês os passos que me levaram a essa conquista. Frise-se que essa lista está em ordem crescente de importância (comecei pelo menos importante e deixei o mais importante para o fim):


- Cursinho

Não acho que fazer curso para a OAB seja essencial para passar na 1ª fase. Eu fiz porque ganhei (eu era Pesquisadora Acadêmica na Verbo Jurídico, então tinha acesso aos cursos deles). A verdade é que eu tinha taaaanta coisa da Faculdade pra fazer e tanta coisa pra fazer no trabalho que sobrava pouquíssimo tempo pra assistir as aulas. Então, assisti bem pouquinhas mesmo.
Minha opinião: se você tem tempo pra fazer curso para a 1ª fase da OAB, faça! Tenho certeza que se eu tivesse assistido a todas as aulas eu teria gabaritado a prova (tá, não é pra tanto também). Ah, e se você se sente inseguro, seja porque tem medo da prova, seja porque já reprovou, eu aconselho que faça o cursinho. Vai te dar mais segurança.

- Livros

Bom, se eu não assitia as aulas, tinha que estudar de outro jeito. Minha opção foi estudar pelo Livrão da OAB, também da Verbo Jurídico. Esse livro me ajudou bastante! Tem vários erros de digitação e de português e isso me incomodava um pouco (tenho TOC com essas coisas. O livro tá cheio de rabisco meu, corrigindo os erros hahaha). Em compensação, o conteúdo é MUITO bom, A verdade é que tem mais conteúdo que o necessário, mas melhor pecar pelo excesso do que pela falta, né? =) Também dei uma lida no Teoria Unificada da Saraiva. É mais resumido e objetivo que o da Verbo Jurídico, mas também é bom, apesar de também ter vários erros de digitação e português (o que será que acontece com esse povo??).

- Provas Anteriores

Gente, sério, isso é MUITO importante. Diria que é até mais importante do que o cursinho e os livros. Resolvam TODAS as provas anteriores feitas pela FGV. Façam um cronograma, planejando quando vocês vão fazer cada prova. Como eu comecei a estudar beeem antes, deu tempo de resolver uma prova por domingo. Isso ajuda muito a pegar o jeito da banca. É claro que a probabilidade de cair uma questão igual é mínima, mas elas costumam seguir um padrão. Ah, aliás: se vocês puderem comprar um curso ou um livro que tenha essas questões comentadas/resolvidas é melhor ainda. Quando eu errava, precisava catar no Google porque errei e isso demandava certo tempo.
Ah, e claro, fazer as provas anteriores são um bom termômetro para avaliar o nosso desempenho.

- Tranquilidade na Hora da Prova

Sei que na hora da prova a gente surta, se pergunta "porque eu não estudei mais?", dá dor de barriga, sente raiva, nervosismo, vontade de chorar, etc. Mas o mais importante na hora da prova é TRANQUILIDADE. Posso dizer que 50% do meu desempenho foi resultado da tranquilidade. Claro que eu fiquei nervosa, tive medo... Na semana anterior à prova, eu não consegui estudar NADA. Tava cheia de coisa pra fazer no trabalho (cheia mesmo, de ter que trabalhar até a 1h da manhã) e simplesmente não sobrou tempo. Isso me desestabilizou bastante, tive muito medo de reprovar. Imagina só, eu, a pessoa que diz o que os outros devem fazer pra passar na prova, reprovando?? Nossa, eu não saberia onde me enfiar! 
Mas aí, na sexta-feira, caiu a ficha: se eu não reprovasse, era só fazer a prova dali a três meses. Claro, é terrível ter que recomeçar, mas a vida é feita disso, não é mesmo? Tudo acontece por algum motivo e se o meu destino fosse ter que refazer a prova, eu aceitava esse destino. E aí, fui para a prova, mais tranquila do que nunca, certa de que aconteceria o que deveria acontecer.
É claro que essa tranquilidade foi embora quando saiu o gabarito prévio do CERS hahaha Quase morri do coração corrigindo aquela prova. Mas àquela altura já sabia que tinha sido aprovada: 46 acertos no gabarito do CERS e 50 no oficial!
"Ah, Carol, mas como faz pra chegar na prova feito um monge budista?" Aguardem, queridos, em breve farei um post sobre isso!

Enfim, foi assim que tudo aconteceu. Não tem mistério nem segredo: a solução é sentar o popô na cadeira e ESTUDAR. Então, bora estudar, que faltam 53 dias para a prova! Ainda dá tempo.


Caroline Boff Web Developer

Morbi aliquam fringilla nisl. Pellentesque eleifend condimentum tellus, vel vulputate tortor malesuada sit amet. Aliquam vel vestibulum metus. Aenean ut mi aucto.

2 comentários:

  1. Nossa como me identifiquei com você kkkk
    Também larguei u m ótimo estágio para me dedicar aos estudos. Foi uma decisão difícil, mas hoje aguardo o resultada da minha nota da 2º fase.

    Eu também tirei 5o pts na 1º fase. E fiz isso apenas refazendo provas anteriores da FGV, e com certeza esta é a melhor forma de estudos. Indico a todos :)

    Te desejo sorte, muita luz no seu caminho, e sucesso ...

    Te seguindo no Insta agora hahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, foi difícil mesmo. Sempre trabalhei, tive muito medo de tomar essa decisão. Mas acredito que tenha sido o melhor. Eu estava sacrificando muito meu desempenho na Faculdade e no estudos em geral.

      Obrigada, querida! Pra vc também. Tenho certeza que nosso nome estará naquela lista do dia 03 =D

      Beijo!

      Excluir